Uma visita inesperada

Em um dia comum de afazeres dentro da Recepção e da Loja de Presentes da Pousada Caiman, um movimento entre livros e esculturas chama a atenção. A recepcionista alerta os guias presentes e rapidamente eu, Helder (gestor ambiental), sou chamado. Para minha surpresa, um pequenino e raro animal aparece, escalando a parede para se esconder atrás de um armário. Era um gambá, mais conhecido como Cuíca de Quatro Olhos (Philander opossum). Mas não se assustem, pois esse gambá não é aquele que normalmente conhecemos que emana um cheiro fortíssimo.

Cuíca de Quatro Olhos

Não se sabe ao certo como ele conseguiu entrar na loja de presentes, mas cooperou muito em sua retirada com segurança. Consegui colocá-lo em um cesto e devolvê-lo em seu habitat natural. A foto acima foi feita no momento de retorno à mata e a foto abaixo foi feita ao retirá-lo da pousada.

Esse pequeno mamífero é uma visita inesperada, pois é difícil de ser encontrado aqui na região. Esta espécie possui duas manchas brancas acima dos olhos, que caracteriza seu nome popular, dando a impressão de realmente ter quatro olhos. É um animal solitário, que vive pendurado em árvores e arbustos, raramente indo ao solo da mata. Alimenta-se de pequenos animais, frutos, sementes e folhas.

A Cuíca faz parte do grupo dos Mamíferos Marsupiais, que são animais sem placenta e com uma bolsa abdominal, o marsúpio, onde ocorre grande parte do desenvolvimento dos filhotes. Os Marsupiais possuem curta gestação, que em nosso visitante dura em torno de duas a três semanas.

Resgate da Cuíca

Autor: Helder (gestor ambiental)