Esperança: a onça-pintada

“Hoje tivemos um dos melhores avistamentos de nossas vidas…”, diz Mário Haberfeld, o idealizador do Projeto Onçafari.

A Esperança, uma onça-pintada fêmea que ganhou esse nome após ter sido o mais votado em um concurso no facebook, foi avistada pelo Projeto Onçafari em um dos momentos mais gratificantes para a equipe.

A tranquila Esperança. Uma onça-pintada em processo de habituação.

Em uma das áreas de estudo do projeto, a equipe do projeto estava a procura de uma das fêmeas mais promissoras à habituação. Percorrendo uma das trilhas, a equipe continuava na direção certa procurando as pegadas e vestígios da presença do animal.

A expectativa foi aumentando, mas ninguém conseguia vê-la. A equipe começou a manobrar para tentar outro caminho e de repente alguém olhou pra cima… Lá estava ela!!! Muito tranquila em cima de uma árvore. Todo o tempo de procura pela mata e a onça-pintada estava observando a equipe do projeto do alto da floresta.

Após muitas fotos e a continuação do programa de habituação, a onça foi deixada sozinha. Interessante notar que estão se abrindo novas “janelas” para se ver a vida das onças. Temos o potencial de descobrir várias novidades sobre seu comportamento natural. Foi muito importante demonstrar que apenas 2 dias após a captura, ela continua extremamente relaxada quanto a presença de veículos do projeto.

Na noite seguinte outro sucesso, o filhote da Esperança foi avistado. Com muito mais cautela, a equipe permaneceu poucos minutos e a uma longa distância. Assim que é a habituação bem feita, respeitando-se o animal. Assim é o Projeto Onçafari e o Refúgio Ecológico Caiman.

Autor: Helder Brandão (Gestor Ambiental)

Créditos da Foto: Adriano Gambarini