Caiman
Home
Logo


Logo do Certificado.

O Refúgio Ecológico Caiman cada vez mais se firma como um destino de desenvolvimento sustentável, sendo agora contemplado com um certificado internacional. Chamado de Long Run Destination – Global Ecosphere Retreats® Certificate, essa certificação demonstra que a Caiman evoluiu de um comprometimento com a sustentabilidade para uma efetiva demonstração que os recursos são gerenciados sustentavelmente.

A certificação faz parte do programa mundial da Zeitz Foundation (http://www.zeitzfoundation.org/) e representa o carro chefe da organização para atingir sua missão de criar e apoiar projetos sustentáveis, social e ecologicamente responsáveis e destinos pelo mundo que alcancem impacto positivo de longa duração e sustentabilidade através do equilíbrio holístico entre Conservação, Comunidade, Cultura e Comércio (os chamados 4C’s).

Logo da Fundação Zeitz.

O Refúgio Ecológico Caiman passou por diversas etapas de avaliações, preenchendo formulários, desenvolvendo relatórios, enviando documentos e há alguns meses recebeu um grupo técnico de avaliação. A equipe Caiman detalhou como a gestão ambiental é importante para a empresa e como está intimamente ligada à comunidade local, à responsabilidade social, ao respeito à cultura pantaneira e à viabilidade das diferentes atividades de pecuária, ecoturismo e projetos de conservação.

Veja o Certificado de Sustentabilidade da Caiman:

Caiman LRD_GER_Certificate

Todo o processo foi rigoroso nas avaliações e auditorias anuais serão realizadas para a continuidade da qualidade da certificação. Mais um grande sucesso da Caiman e de sua equipe, de espírito inovador e empreendedor sem perder o equilíbrio com o meio ambiente e rumo à sustentabilidade.

Autor: Helder (gestor ambiental)

Para conhecer mais, visite www.zeitzfoundation.org e www.thelongrun.com ou conecte-se com a Zeitz Foundation no Twitter (@ZeitzFoundation) e no Facebook (Zeitz Foundation) e leia The Long Run Charter.

Coruja-Orelhuda


Ao anoitecer, um som nunca ouvido antes pelas lindas matas da reserva chama nossa atenção.

Coruja-orelhuda: nova espécie para a RPPN Dona Aracy.

Uma ótima notícia nos alegrou no mês de dezembro de 2010, pois, ao conversar com um biólogo do Projeto Arara-azul, percebemos que a RPPN Dona Aracy havia sido contemplada com mais uma espécie de ave para sua extensa lista.

Ao caminhar pelas imediações da RPPN, Douglas, biólogo da equipe do Projeto Arara-azul, ouviu um som diferente do que está acostumado a ouvir ao anoitecer. O som era grave, bonito e incomum naquela área. Ele seguiu o som e se surpreendeu com a coruja-orelhuda (Rhinoptynx clamator), uma ave de rapina que possui uma das audições mais bem desenvolvidas entre as corujas. É uma espécie de médio porte, possuindo de 30 a 38 cm de comprimento e podendo atingir um peso até de 550 gramas.

Alimenta-se de pequenos mamíferos como roedores e morcegos, mas também caça aves e grandes insetos. Essas corujas constroem ninhos no solo ou em ocos de árvores, fazendo uma postura de 2 a 4 ovos, que ficam sob os cuidados da fêmea que é alimentada pelo macho. Os ovos eclodem 30 dias após o início da incubação e, após a eclosão, os pais se alternam nos cuidados com os filhotes.

Esta espécie ocorre em alguns países, como a Venezuela, a Bolívia, o Paraguai, a Argentina, o Uruguai e em todo Brasil exceto na floresta amazônica. A nova espécie de coruja nunca tinha sido vista no Refúgio Ecológico Caiman e animou a equipe de guias da pousada e da RPPN Dona Aracy.

FotoRPPN-e1292354146687


Dando continuidade ao desbravamento da Reserva, a equipe da RPPN Dona Aracy descobre novas paisagens e áreas inexploradas.

Vegetação nativa da RPPN Dona Aracy.

Nos vários dias de aventura pela RPPN Dona Aracy, tivemos o privilégio de conhecer uma das áreas mais bonitas da fazenda. Durante toda a estação da seca, foi possível observar vários tipos de vegetações nativas. Florestas estacionais, matas de cordilheira, capões, campinas e muitas outras formações. Uma das mais belas paisagens nos surpreendeu no momento em que saíamos de uma mata fechada, surgindo uma extensa campina repleta de capim taboquinha (Panicum laxum), uma espécie de capim comum em áreas que sofrem alagamentos periódicos.

Talvez a paisagem mais impressionante que nos marcou foi a beleza das matas ciliares do Córrego Agachi, que apresentava-se seco, criando açudes bem escondidos na vegetação. Esses resquícios de água são oásis no auge da estação seca, concentrando os animais que disputam a água a cada dia. Em um desses lindos oásis, repleto de flores do algodão-bravo (Ipomoea carnea), à beira da água, havia um cervo-do-pantanal se refrescando. Era um jovem macho, alto e com uma pequena galhada que estava bebendo água. Mantivemos uma boa distância e demorou alguns minutos para ele nos perceber ali, mas ainda assim ficou desconfiado e saiu de cena com saltos graciosos.

Caiman
POUSADA CAIMAN – Pantanal
Estância Caiman, S/N
Zona Rural – Miranda - MS - CEP: 79380-000
Telefone/Fax: +55 67 3242-1450
CENTRAL DE RESERVAS – São Paulo
Telefone: +55 11 3706-1800 | Fax: +55 11 3706-1808
Caiman
© Copyright 2016 - POUSADA CAIMAN. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito.
DZ - Du Zupanni
SM - Samuel Melim
SB - Sidney Bloch
TR - Thiago Rocha
ZP - Zapa
Fotografia (créditos)
. Site by Miss Lily.

Caiman

Refúgio Ecológico

Acomodações

Reservas

Pantanal
Caiman Refúgio Ecológico
Caiman Refúgio Ecológico Caiman